Thursday, September 23, 2010

Três filmes portugueses nas salas

VÃO VER CINEMA PORTUGUÊS. Ainda que estejam tão desconfiados do argumento de "Marginais" ou do poster de "Assalto ao Santa Maria" como eu, vão ver. Eu irei, ou tentarei.

5 comments:

  1. O que eu (e as minhas amigas) babamos com o Fidalgo. Que parvas! Ehehehe!

    ReplyDelete
  2. Pois, o Fidalgo, neste filme, tem muito que se lhe diga. Para começar, não é grande actor. Não tem, de todo, capacidade para fazer um papel destes, em que, para sair uma coisa bem feita, se requer que o interprete quase viva a personagem.

    O Fidalgo é um modelo, só. Por aí começa uma das críticas que têm sido apontadas ao filme, e que eu tenho quase a certeza de que vou corroborar, a de que as interpretações estão muito fracas. Algo que contribui para a diminuição da qualidade do filme.

    Por outro lado, parece-me claro que esta escolha é puro marketing, uma estratégia para atrair público feminino. Ou seja, não é uma opção estúpida porque é uma opção que se enquadra numa estratégia que pode resultar, mas é uma opção que condeno porque contribui para o selo rasca que temo que o filme possa ter. E o cinema português precisa do público, e muito, mas, ao mesmo tempo, precisa de projecção internacional, que por sua vez vai trazer mais público, entrando-se num círculo. E assim, não vai dar.

    ReplyDelete
  3. Eu gosto dele como actor. Sei separar as coisas. Quando vir o filme, opino :-)

    ReplyDelete
  4. Também partilho essa desconfiança...mas realmente o público português tem que apoiar o seu cinema, para que ele cresça e se desenvolva com maior qualidade!
    E concordo inteiramente com a tua resposta anterior: é preciso não só público como projecção internacional mas para se conseguir isso é obrigatório qualidade!

    ReplyDelete
  5. Pedro Emanuel CabeleiraSeptember 24, 2010 at 11:11 AM

    Apoio esta tua iniciativa de irmos ver cinema português! Cada bilhete que compramos é um apoio para os artistas da área, além de que ao vermos cinema português, podemos tentar analisar porque este não resulta. Temos de ignorar o que conjecturamos, arrisquemos a ir ver os filmes independentemente daquilo que pressupomos, mesmo que não gostemos ou que os filmes sejam um fracasso, conhecê-los é um bom caminha para perceber o seu fracasso e tentar contorná-lo posteriormente.

    É verdade, o que achaste do Ultimo Voo do Flamingo?

    Abraço

    ReplyDelete